domingo, 28 de fevereiro de 2010

Duvide das Emoções!

Nem sempre estamos bem conosco mesmos ou com nossas histórias e contextos circunstanciais. No entanto, devemos procurar manter nossas passadas na vida pela fé.

Duvidemos, pois, de nossas emoções voláteis quando elas penderem para longe das asas Divinas!

Geralmente a derrocada começa com um sentimento de “afastamento”. Um desejo de exílio. Uma vontade transloucada de parar. Nestes momentos façamos ouvidos de mercador para nossa própria alma. É um conselho que me dou!

“Quem vive isolado busca seu próprio desejo e insurge-se contra a verdadeira sabedoria”. PV18:1

Deus é a própria sabedoria em pessoa e por isso nos deu a seguinte direção profética:

“O justo viverá por fé.”

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Não se venda ao prazer!

“Ser feliz sem se importar com as conseqüências é acordar de um lindo sonho de amor no inferno. Não compensa!”

Atropelar os bons costumes e ignorar o “Temor ao Senhor” para viver a vida que sempre se quis é ganhar o mundo inteiro e depois perder a alma.
Antes da nossa própria felicidade deve vir a nossa fidelidade para com Deus.
Com certeza teremos muitas oportunidades durante toda a nossa vida terrena de trair nossos valores e crenças para podermos ser felizes. Fuja delas!

O ideal é viver feliz, mas antes a tristeza com Deus do que a alegria efêmera longe dele.

Hoje em dia os cristãos se deixam seduzir com mais facilidade pelas propagandas do prazer. Não podemos permitir esta anestesia geral em nossas consciências. Jesus Cristo já nos salvou e agora temos que manter esta tão grande salvação.
Nem sempre será fácil negar a si mesmo e seguir ao mestre, mas certamente este caminho nos levará para uma eternidade gloriosa.

Antes de ceder ao pecado lembre-se: “Errar com integridade é humano, mas errar com dolo é diabólico!”

“Não ameis o mundo nem o que nele há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele... o mundo passa, bem como seus desejos; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” 1JO2: 15-17

Você não está mais a venda. Jesus já te comprou com o seu sangue.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

O macaco também cai da árvore

Não posso imaginar, sem rir, um macaco caindo no meio da sua pirueta. Macacos foram feitos para comer banana e saltar sobre os galhos. Pronto! Assim são as coisas.
No entanto, podem acontecer do galho da árvore estar fragilizado, o macaco acima do peso e pimba! (videocassetada animal)

“O inesperado acontece. Ele sempre está à espreita.”

Temos que trabalhar fora do roteiro quando somos surpreendidos com os acontecimentos fora do script.

- E agora, José?
- Sei lá, Maria!

De vez em quando é bom não saber o que fazer, pois a cabeça começa a funcionar fora do piloto automático.
“Sei lá” é o começo de uma nova resposta.
Treine na frente do espelho dizer: Eu não sei o que fazer, mas vou descobrir!

“O macaco também cai da árvore, mas sobe rapidinho!”

“Ainda que o justo caia não ficará prostrado!”
-Ainda bem!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

O Medo e a Esperança

"Depois da tristeza vem a alegria, depois da alegria vem a tristeza. Estamos sempre na instabilidade, entre a esperança e o medo." John Owen

O que será que está reservado para você daqui alguns dias, minutos ou anos?
Não há quem possa responder com precisão esta pergunta. Ponto e vírgula!

Muitas pessoas recorrem aos profetas de prontidão para saberem de seus futuros e não entendem que a vida está nas mãos do Senhor dos senhores. Mais vale uma boa escolha pensada e repensada do que uma consulta ao futuro. Sempre viveremos dentro de uma coerente proporção entre semeadura e colheita.

A alternância entre tristeza e alegria é normal, desde que a coisa não passe para instâncias psiquiátricas. Já diziam por aí, que de, médico e de louco, todos nós temos um pouco! Pura verdade!

Uma coisa tenho certeza: A fé, a esperança e o amor jamais acabarão! O medo vai passar, inexoravelmente!

Amém!

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

“Não quero ser feliz por medo de sofrer.”

Pode parecer um paradoxo e é, essa frase. Ela é uma crença não explícita e oculta.
Muitos de nós constroem esse paradigma sem perceberem que o estão fazendo.
A gente vai vivendo e passando por “poucas e boas” e quando assusta está decidindo o próprio destino de acordo com esta filosofia vã.

“Não vou casar porque posso divorciar.”
“Não queremos ter filhos porque eles podem não dar certo na vida e...”


Deixamos de fazer certas coisas porque não teremos controle sobre elas.
É claro que a vida não é um cavalo selvagem que uma vez domado obedece aos comandos.
O tempo todo brotam novas circunstâncias que exigem atenção na nossa direção da vida. Faz parte!

Viver é triunfar, mas o fracassar também.
Viver é acertar, mas o errar também.
Viver é ser feliz, mas o sofrer também.

É a vida!

Vivamos, comamos e bebamos, mas amanhã prestaremos contas ao Criador.
O importante é viver a vida com critérios eternos adquiridos na Bíblia!
É certo que o justo verá a glória de Deus e terá abençoada a sua casa.

“Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.”

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Relógio interior

"Acordou e já era hora de dormir. Dormiu e já era hora de acordar. Seu relógio interior estava desajustado."

Dentro de você existe um tempo!

De tempos em tempos precisamos ajustar nossos horários. A Vida é como um relógio que não é britânico.

Deus é o Senhor do tempo!

Praia, no calor nadar é maravilhoso. Ondas, pegar jacaré é melhor do que surfar. Caxote, terrível e poderoso arrancador de biquínis.
Já tomou um caxote?
Caxote é quando depois que você termina o jacaré, que, é surfar só com o corpo até perto da areia, a onda te dá um caldo que parece se estar dentro de um liquidificador. Não mata, mas a gente sai dele sem noção do tempo. É uma experiência para ser usada como metáfora na vida. Experimente!

Às vezes, acontecem coisas conosco que parece que saímos de um caxote gigante e todo mundo está olhando porque ficamos sem roupa. Nessas horas ficamos meio desajustados e então, precisamos de fé em Deus que como Senhor do nosso tempo é o único que pode nos ajustar e vestir novamente.

"Não se turbe o vosso coração. Crede em Deus, crede também em mim. (Jesus)"
Jo 14:1

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

O Homem quer ser Deus

“Assim diz o Senhor Deus:
No orgulho do teu coração,
Tu dizes: Eu sou Deus, sobre a cadeira de Deus me assento no coração dos mares, e não passas de homem e não és Deus, ainda que estimas teu coração como se fora o coração de Deus...” Ez28:2

O homem fala por Deus
Coloca-se em seu lugar no mundo
Faz julgamentos
Defende suas próprias causas
Ensina suas vãs filosofias

Deus, literalmente, Fez-se homem
Morreu na cruz no seu lugar e verdadeiramente amou o mundo
Não condenou
Defendeu a causa do excluído
Ensinou a verdade em amor

“Deus não é homem, para que minta;
Nem filho do homem, para que se arrependa...” Nm23:19

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

O Sapo foi ter com a Formiga

Quando criança gostava de observar os formigueiros. Ainda gosto de fazer isso, mas faltam-me oportunidades. Realmente cresci num mundo muito diferente do de hoje.

Como pode tudo ter mudado tão rápido?

Por incrível que pareça, mesmo morando em cidade grande, o Rio de Janeiro na época, na minha rua apareciam sapos, vez ou outra. Evidentemente, que, o pobre, não vivia muito depois de ser descoberto.
Não consigo imaginar um sapo na rua em que moro hoje em São Paulo. Sapo só dá no mato!

Este texto é uma conclusão dos dois anteriores e sendo assim, o Sapo, dentro do nosso contexto, foi ter com a formiga e entendeu que faltava em sua vida um "querer" definido e convicto.
A preguiça, isto é, a moleza em fazer as coisas, pode ser e é na verdade um profundo desinteresse pela vida que se tem. Suas causas estão nos pensamentos e arraigadas em nossas histórias de vida. Ela é um mal que precisa ser desalojado de tempos em tempos.

A preguiça de viver vai e vem. Só não pode ficar e tomar conta do jardim, a nossa alma.
Ir ter com a formiga é fazer uma análise da própria qualidade de vida.

Como estou vivendo?
O que estou vivendo?
Com quem estou vivendo?
Por que estou vivendo?
Vale a pena viver assim?

Com certeza dá para melhorar!

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

O Sapo não lava o pé!

“O Sapo não lava o pé. Não lava porque não quer. Mora na beira da lagoa. Não lava o pé porque não quer.” Música infantil – Quem é o compositor?

O Sapo é preguiçoso. A preguiça, literalmente, aleija e depois mata. Deixa a pessoa fraquinha para a vida. No dicionário é definida como aversão ao trabalho e lentidão em realizar qualquer coisa, moleza.

O preguiçoso é estereotipado como aquela pessoa indisposta a colaborar. Ela é a última pessoa a ser chamada para fazer um favor depois de conhecida em suas “aptidões”.
Ninguém quer uma pessoa sem ânimo, lenta e devagar quase parando em sua equipe. Do tipo que leva seis meses para morrer de repente.

“Preguiçoso, vai ter com a formiga, observa os seus caminhos e sê sábio.
Ela, mesmo não tendo chefe, nem superintendente, nem governante,
Faz a provisão do seu mantimento no verão e ajunta o seu alimento no tempo da colheita.
Preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando despertarás do teu sono?
Um pouco para dormir, um pouco para cochilar, um pouco para descansar de braços cruzados.
“A tua pobreza te sobrevirá como um ladrão, e a tua necessidade, como um assaltante.”

Pv6: 6-11

O adolescente geralmente é meio preguiçoso. Nenhum deles quer ir buscar o seu próprio copo de água. Muito menos se for para outro. Mas, normal!
Agora, e se a coisa perdurar para sempre? O que fazer?
Sinceramente?
Deve-se fazer uma avaliação física e neurológica. Depois disso ir ter com as formigas, se , o problema for de caráter.

O que é ir ter com as formigas?

(Aguarde a próxima postagem. Obrigada)

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Engolir Sapo

O Apóstolo Paulo, enquanto vivo nesta terra, viveu depois que conheceu a Jesus de uma forma ímpar. Sempre fico surpresa com sua personalidade em Cristo exposta visceralmente em suas cartas. Ele não se preocupava em ser julgado pelas pessoas.

"No entanto, pouco me importa se sou julgado por vós, ou por qualquer tribunal humano; de fato, nem eu julgo a mim mesmo.
Pois, embora eu esteja consciente de que não há nada contra mim, nem por isso me justifico, pois quem me julga é o Senhor." 1Corin4:3-4

É difícil viver assim, mas possível! Quero chegar o mais próximo que puder disso. E você?

A minha tendência, só posso falar por mim, mas você pode se identificar comigo, fique a vontade, é ser como sou em qualquer ambiente sem preocupar-me com julgamentos alheios, mas entendo que nem sempre é possível e que quando não distingo bem, a coisa, se volta contra mim mesma. Por isso, hoje, vivo menos exposta. Menos é mais!

O meu entendimento pessoal sobre a questão, tão brevemente discutida, são que:
  • Buscar a sabedoria para viver é uma tarefa que exige engajamento total e só a Palavra de Deus pode nos instruir no caminho em que devemos andar
  • Errar será inexorável no processo
  • Não vamos agradar à todos.Vice- versa
  • Engolir sapo, vez ou outra, não mata!

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

O que é orar?

Sempre entendi que orar é falar com Deus. Está certo! Mas é muito rasinho e infantil.
Orar é mais que abrir a boca e fazer pedidos ou determinar como se quer que seja o dia.

Deus é mais do que nós pensamos!

Estou começando a perceber que perdemos muito tempo falando para Deus o que Ele já sabe de antemão. O nosso cabeçário de oração me parece no que refere-se ao meu, muitas vezes, chatíssimo. Não quero ridicularizar nenhuma introdução de oração, mas chamar a atenção para a expontâneidade e autenticidade da ação de orar em si.
A Bíblia ensina que antes de abrirmos a boca Deus já sabe o que nós precisamos.
Então, o que é orar, além de falar com Deus?

Creio que é ouvir a voz de Deus!
Ouvir o que Ele tem a nos dizer!

Precisamos começar uma oração para ouvir a sua voz, a voz de Deus, sem nos preocuparmos com as nossas situações difíceis lógicas, evidentes e naturais.

Não quero me ouvir em oração. Quero ouvir Deus!

Estava orando noutro dia e sem mais nem menos Deus falou outra coisa ao meu coração que eu não estava nem sequer pensando. Parecia um amigo que muda de assunto no meio de um assunto. Fiquei surpresa e feliz! Estou amando conversar com Deus abrindo espaço para Ele falar o que quiser em primeiro lugar.
Foi desta experiência que resolvi publicar este meu pensamento.Espero que te abençoe.
Orar é ouvir Deus falar!
Beijos no coração!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010