sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Engolir Sapo

O Apóstolo Paulo, enquanto vivo nesta terra, viveu depois que conheceu a Jesus de uma forma ímpar. Sempre fico surpresa com sua personalidade em Cristo exposta visceralmente em suas cartas. Ele não se preocupava em ser julgado pelas pessoas.

"No entanto, pouco me importa se sou julgado por vós, ou por qualquer tribunal humano; de fato, nem eu julgo a mim mesmo.
Pois, embora eu esteja consciente de que não há nada contra mim, nem por isso me justifico, pois quem me julga é o Senhor." 1Corin4:3-4

É difícil viver assim, mas possível! Quero chegar o mais próximo que puder disso. E você?

A minha tendência, só posso falar por mim, mas você pode se identificar comigo, fique a vontade, é ser como sou em qualquer ambiente sem preocupar-me com julgamentos alheios, mas entendo que nem sempre é possível e que quando não distingo bem, a coisa, se volta contra mim mesma. Por isso, hoje, vivo menos exposta. Menos é mais!

O meu entendimento pessoal sobre a questão, tão brevemente discutida, são que:
  • Buscar a sabedoria para viver é uma tarefa que exige engajamento total e só a Palavra de Deus pode nos instruir no caminho em que devemos andar
  • Errar será inexorável no processo
  • Não vamos agradar à todos.Vice- versa
  • Engolir sapo, vez ou outra, não mata!

3 comentários:

  1. Oi,Bispa
    Hoje a minha preocupacao nao e o que os outros pensam,ou,vao pensar sobre mim,pois eu sou o que sou,e so Deus e perfeito e por isso o julgamento e os pensamentos dele a meu respeito e a seu respeito e o interessa.
    Tem um livro muito bom que se chama-Por que tenho medo de dizer quem sou(algo visceral-temporal),nao espiritual-eterno!!!!!
    A minha preocupacao hoje-Amar a Deus em 1 lugar,Amar a mim e ao proximo como a nos mesmo.
    O que os outros pensam,ou,falam nao e problema meu.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Bispa,
    Penso que a humildade só é conquistada quando compreendemos que cada ser está ligado há um propósito único. Descobrir e cumprir o seu próprio propósito leva um tempo que, parar para ver o propósito do outro, só vale a pena, se for para colaborar com ele ou vice-versa, de outra forma podemos estar correndo o risco de conspirar contra um projeto, só porque ele afronta nossa ignorância ou crença. Acho que daí para arrogância ou desprezo não falta nada!
    Abraço bem gostoso,
    Liliane

    ResponderExcluir
  3. Querida Bispa,

    Venho saudosa de lhe escrever...
    Menos é mais!...essa é uma forma elegante de se viver.

    OBS: Adoreio o sofá branco, se eu não fosse contra internatos suiços eu compraria um deste.

    Bjs Rose

    ResponderExcluir