domingo, 18 de abril de 2010

Emissoras de televisão impróprias para a vida

Assisti a uma cena num programa de televisão brasileiro na qual pai e filho são derrotados por outras duplas de pais e filhos. Ambos choravam, mas triste foi ver a criança publicamente exposta na sua dor. Meu filho de oito anos que até então estava na torcida explicou-me que o filho da dupla vencedora poderia, depois, vitoriar-se dizendo: Meu pai é melhor que seu pai!

- O que você pensa sobre esta questão?

Não tenho palavras que expressem meu horror. É traumatizante! Não existe ética em mais nada que se faz na televisão brasileira. Estão ensinando valores nas tardes de domingo que desprezam a emocionalidade da família. A sociedade vai pagar muito caro com este sequestro dos bons costumes. Na verdade, já está pagando!
As novelas e a pervertida "Malhação" estão iniciando nossos filhos e adolescentes na vida sexual. Despertam o interesse antes da hora e ensinam sobre as preferências sexuais de seus diretores e autores.

Nos últimos dias as coisas na terra ficarão piores. Seus moradores cada vez mais cegos pela inversão de valores, perdidos caminharão para o abismo com o ânimo de quem faz turismo em primeira classe. Não se darão conta do absurdo em que vivem até que seja tarde de mais. Quando o mal perder o seu véu e sua verdadeira face for revelada, muitos gemidos serão ouvidos.

Qual emissora de televisão vai custear a restauração das vidas destruídas?
Qual ator chorará a nossa dor real?

Somente Jesus Cristo resgata o homem do seu fútil procedimento de vida. É a pregação do reino de Deus que é a força que prevalece e faz a resistência libertando a alma humana do jugo de satanáz.

-Não se cale! Levanta a tua voz! Proclame as maravilhas do amor de Deus! Ouse recusar publicamente a perversão moral, luxuosamente vestida de diversidade cultural.

O errado nunca será certo. O mal nunca será o bem. O animal nunca será homem. A criatura nunca será o criador. A mentira nunca será a verdade. Um "guru" nunca será o Salvador. O céu não é a terra. O inferno não são os outros. As religiões não levam à Deus. A filosofia não discerne o sentido da existência. A morte não acaba com a vida.

"Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no maligno. Sabemos também que o filho de Deus já veio e nos deu entendimento, para conhecermos aquele que é verdadeiro, isto é, em seu filho Jesus cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna." NT 1João 5:19-20

2 comentários:

  1. Fran(SNT Augusta)19 de abril de 2010 11:10

    Verdade bispa.Sou mãe de uma adolescente de 13 anos.Ainda bem que ela já é apaixonada por Deus.Sente falta quando não sai para evangelizar,como fizeram nos jardins e na Paulista.Só Deus pra usar nossas bocas,nossos filhos,pra resgatar o máximo de almas possíveis.A TV aberta é uma lástima.Ainda bem que estão crescendo paralelamente outros meios de comunicação,internet,blogs e o nosso exemplo vivo.Deus te abençoe pelo trabalho primoroso.

    ResponderExcluir
  2. maravilha bispa...valores culturais impostos pela mídia trazem distorção, perversão, quebra de principios inegociáveis (moral)no que de fato nosso povo precisa...estrutura familiar com raiz de caráter e de conduta irrepreensível que só na família de Jesus (a igreja) nós encontramos

    ResponderExcluir