quarta-feira, 30 de junho de 2010

Reencarnação ou ressurreição?

Participei de um programa de televisão na Bandeirantes e em breve estarei divulgando qual e a data que irá ao ar, no qual o tema era: “Reencarnação, você acredita?” Além de mim, os convidados foram: um padre, um agnóstico, uma senhora com um testemunho a favor do Xico Xavier e um espírita. Tudo poderia acontecer em termos de discussão. Aparentemente estávamos em um caldeirão de crenças.

Por incrível que pareça, a apresentadora, que mediava o programa, levou com muita educação e respeito a situação toda. Não que eu duvidasse da sua competência , mas é que realmente o assunto era polêmico. A discussão aconteceu em um ambiente calmo, mas o senhor agnóstico pareceu-me exaltado e mais agressivo em suas questionáveis asseverações sobre a filosofia da mente para refutar a reencarnação e o mundo espiritual.

A filosofia da mente sustenta, entre outras coisas, que todas as nossas emoções são exclusivamente produções químicas do nosso cérebro. Com certeza ele tinha e tem todo o direito de defender sua crença nesta ciência, mas poderia, em meu ver, ser mais amável e ameno.

Sei que sou suspeita em falar, mas todos nós estávamos, aparentemente, sem raivas e dispostos para ouvirmos uns aos outros. A situação me fez lembrar dos tempos mediévos nos quais era a Igreja que fazia o papel intolerante com a ciência e os filósofos. Os tempos mudam, mas o ser humano continua o mesmo em suas qualidades.
Como cristã que sou defendo a fé na ressurreição, pois é assim que Jesus Cristo referiu-se a si mesmo:
“Eu sou a ressurreição e a vida.”
Evangelho de João11:25

Nenhum comentário:

Postar um comentário