quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Não entendo!

Não entendo emocionalmente como que as diferenças de condições sociais podem coexistir debaixo de um mesmo teto. Universo!

Não entendo religiosamente como as instituições cristãs fazem tão pouco e alardeiam como se fosse muito. Denominações!

Não entendo como muitos jogam diretamente seus restos de luxo no lixo. Ricos sem sentido!

Não entendo como a gente pensa que está só num sofrimento maior que a do nosso vizinho ao lado, pois não sabemos quais são suas dores reais, visto que, não perguntamos. Cristãos!

Não entendo nada!

Tenho vontades de chorar e choro!
Tudo não é para ser entendido!

Só sei que mesmo não tendo as respostas, posso continuar crendo na justiça de Deus e fazendo mais do que é pedido. Posso estender a minha mão para quem estiver ao meu alcance. A questão é:
- Quem está ao meu alcance? Quanto estou disposta a caminhar para estar perto do meu próximo?

“Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o Reino dos céus.
Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.
Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra.
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos.
Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus.
Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.
Bem-aventurados os perseguidos... Regozijai-vos... “Grande é o vosso galardão nos céus.”
Mateus 5

OBS: Não adianta bater no peito e falar das próprias grandezas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário