terça-feira, 21 de setembro de 2010

Quem são os mentores do partido político do seu voto?

Verdades políticas?

Muitas coisas, para não dizer todas, só acontecem por detrás dos palanques, cortinas, eleições e propagandas. A "verdade política nua e crua só funciona desavergonhadamente depois que o show para maiores de 16 anos acaba".

Longe de mim defender qualquer possibilidade em favor de algum candidato a presidência aqui no meu santo espaço virtual. Meu blog é sagrado!

Mas, a grande maioria evangélica no Brasil não entende nada de política e muito menos dos conchavos e alianças entre os partidos. O que nós estamos vendo hoje em nosso cenário é uma luta por poder e representatividade política depois das eleições quando o presidente já tiver sido eleito. Os partidos guerreiam por votos para se estabelecerem após as eleições. Os dois candidatos primeiros mais bem colocados nas pesquisas é que vão definir as eleições. Os demais nunca tiveram chances reais e sempre souberam disso. O que todos eles sempre almejaram e querem, é ganhar espaço no cenário político dentro do governo a ser eleito. Só isso!

Votar em um candidato por causa da sua bandeira religiosa é uma coisa muito romântica, pois este mesmo candidato está totalmente aliançado com o seu partido, se não fosse assim jamais seria o candidato. O que nós, cidadãos, temos que escolher de verdade na hora de votar é o partido com suas ideologias e programas de governo que queremos para governar a nossa nação.

• Você, cidadão brasileiro, já leu a proposta do partido do candidato do seu voto?
• Você, cidadão brasileiro, conhece quem são os verdadeiros mentores do partido do seu voto?
• Quem governa é a ideologia do partido vencedor!
• Nós temos que ter representantes cristãos no congresso e dentro dos bastidores.
• Nós temos que garantir nossos “Josés” dentro do “Egito”.
• “José” é aquele que vive dentro do sistema corrupto como se fizesse parte do esquema, mas que na verdade defende os interesses do seu verdadeiro Senhor.
• O que adianta ser um “José” fora do Egito, só para não desagradar?
• Pior, o que adianta ser, aparentemente um “José”, totalmente comprometido com o Egito em primeiro lugar?
• O que nós, cristãos, temos que entender é que se vota com racionalidade e não com paixão.
• O que de fato é o menos pior para o Brasil?

Deus conhece o interior dos corações dos homens e não ficarão impunes os soberbos e arrogantes. Deus estabelece e remove Reis. A força política da Igreja deve se voltar para eleger o maior número de candidatos cristãos para compor o governo a ser eleito, pois quem for o nosso próximo presidente será como aquele ditado popular “trocou seis por meia dúzia”.

- Eleitores, não se iludam com bandeiras religiosas! O mundo jaz no maligno e ninguém vai mudar esta realidade descrita na Bíblia. Podemos e devemos lutar e votar, mas sabendo que esta é a realidade do reino dos homens. Podemos frear o avanço da inversão de valores, mas não impedi-lo. Leiam Apocalipse!

O Brasil, na verdade, precisa de um partido cristão com valores cristãos e que tenha um programa de governo que atendam as necessidades do povo e etc.

Tudo que vemos agora, antes das eleições, é um grande circo! Se houver um segundo turno o “Egito vai desfilar de braços dados com a grande maioria dos seus opositores atuais.”


É nojento! Mas é assim aqui e no resto do mundo!

-Pai não peço que os tirem do mundo, mas que os livrem do mal!

Devemos orar pela nossa nação mais do que nunca, pois os fins dos tempos aproximam-se!

4 comentários:

  1. Bispa, sabias palavras, agradeço essa brilhante exposição, concordo e tenho orado e jejuado pelo Brasil, creio que, qualquer que seja o vencedor, será o melhor para o Brasil nesse momento. Deus Sabe de todas as coisas.Bjs. Nery.

    ResponderExcluir
  2. Sem duvida nenhuma o texto esta correto, porque na verdade o mandato pertence ao partido.

    Mas algumas tenho algumas perguntas:
    1. Conchavos e alianças são feitas apenas entre partidos políticos ou poderiam serem feitos entre partidos políticos e denominações religiosas?

    2. Não é contraditório dizer que a igreja precisa eleger o maior numero de candidatos cristãos e não expressar essa força votando em uma candidata cristã?

    3. Por fim, então devemos desistir porque "o mundo jaz no maligno e não podemos mudar essa realidade"? Conforme suas próprias palavras.

    O que fazer??????

    ResponderExcluir
  3. Respondendo:
    1.Alianças políticas se fazem com quaisquer instituições a disposição, inclusive denominaçõee religiosas. Por isto, é importante você acreditar na integridade de seus líderes ou sair fora.Lembrando que: Muitas alianças são lícitas e convém. Tudo na vida é toma lá e dá cá, mas tudo pode ser feito com ética e decência.
    2.É muito preocupante um candidato cristão a presidência de um país dentro de um partido com uma ideologia anti-cristã. Isto sim é contraditório. Por isso, afirmei a urgência de se fundar um partido cristão com a filosofia cristã em seu programa de governo.
    2.1 Políticos cristãos dentro do congresso fazem mais diferença que um presidente cristão amarrado ao seu partido anti-cristão!
    3.Desistir foi exatamente o que Jesus NÃO fez em seu ministério, mas lutou com outras armas.Venceu com outras forças!O império romano não foi derrubado por Jesus através da política e nem tão pouco acabou com a miséria e a fome no mundo.
    OBS: Você precisa entender que devemos aceitar a realidade, mas não nos conformarmos com ela, isto é, Jesus aceitou a realidade que o cercava, mas viveu dentro do sistema do reino de Deus. Ele, Jesus, nosso exemplo maior,tratou de transformar os corações dos homens. Em nenhum momento se preocupou com o sistema corrupto religioso e romano. Ele falava do Reino de Deus dentro de nós. Não moveu uma palha para impedir politicamente nada e nem ninguém!Mas venceu mesmo assim!
    -O que fazer???????
    Pregue o evangelho até que toda a terra fique cheia da glória de Deus.A vitória virá com o sopro da boca de Jesus.O importante é ser luz nas trevas em qualquer ambiente e não somente em um cenário político.Precisamos estabelecer os filhos de Deus em todos os lugares altos desta nação. Na Educação, na saúde, nos ministérios, na cultura, na arte,no turismo, etc
    Bpa Gisela

    ResponderExcluir
  4. Algo que muito me preocupa dentro da igreja é a concientização política, infelizmente a maioria dos cristãos ainda tem a "cabeça fechada" para o assunto de tão grande importância. Sou líder de célula na SNT em Campo Grande, e gosto muito quando fico responsável no Revisão de Vidas pela palavra Jovem Cidadão.

    Agora passou todo alvoroço das eleições, vem a posse daqueles que foram eleitos...aí infelizmente a população esquece o assunto, quando digo infelizmente, é infelizmente mesmo!

    Abraços Bispa,

    Amo esse blog!

    Ass: Márcio Canos

    ResponderExcluir