sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Geração Tédio!

-Que tédio!

Muitas vezes, leio estes pequenos e preocupantes desabafos feitos nas redes sociais por gente nova, moçada abaixo dos trinta. Quando eu era criança pequena em Quintino, RJ, assistia "sessão da tarde" lanchava pão francês com manteiga, feliz da vida. Não existiam ainda os canais fechados. Não havia Internet. Celular. Fax. Os vídeos games ainda surgiam nos EUA. Nossa diversão era ir a casa dos amigos para conversar. Pegar praia no fim de semana. Ir ao cinema e nos feriados acampar.

Hoje, as crianças já estão mais vividas que os adolescentes do meu tempo em termos de informação e conhecimento acumulado. Os adolescentes já estão mais vividos que os jovens e assim por diante. Qual o resultado de tudo isso? Tédio! Vazio! Desgaste emocional! Falta do que fazer com a vida tendo muita coisa para fazer! Absurdos!

Quando chegava no Natal, cada um de nós, deste passado recente, sabíamos direitinho o objeto do nosso desejo. Agora, só quem é muito pouco privilegiado socialmente sabe desejar e lutar para conseguir um presente, um prazer verdadeiro. Mas mesmo eles possuem muito mais do que tínhamos dias atrás da nossa vida. Qual o resultado dessa facilidade de milhões de ofertas de prazeres? Tédio! Tédio! Tédio!

Esta geração não sabe refletir. Desfrutar de ficar sem fazer nada por um pouco de tempo e só conversar pessoalmente com os amigos, pois preferem falar nas redes sociais horas a fio. Fiando suas frustrações de pouco conviverem em família.

A vida está ficando um tédio para quem tem tudo nas mãos e ainda não percebeu que o vazio é no coração. Vazio de Deus. Vazio de valores eternos. Vazio de amor na pele. Vazio de mãe em casa. Vazio de pai presente. Vazio de irmãos amigos. Vazio de Igrejas acolhedoras. Vazio de incentivos por parte de adultos que voltaram a ser falsos jovens.

O tédio é ter tudo que se quer sem ter desejado antes!
O tédio é ter muitas opções de prazeres e não saber escolher porque se está perdido em vazios emocionais na alma.
O tédio é não saber aonde ir tendo muitos lugares para ir.
O tédio é saber que baladas dão ressacas e acabam.
O tédio é ir de corpo em corpo e de boca em boca só por ir.
Tédio é a falta de caráter desta geração que descarta valores e consome as coisas.

Está comprovado que ter tudo não é nada, se não soubermos que "Ser" é mais importante que "Ter"!

"Não podemos coisificar as pessoas. Adorar a natureza. Humanizar as coisas. Ignorar Deus, sem sofrer de um profundo tédio existêncial!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário