segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Cristão "Nesca-fé". Solúvel!

Viver, morrer ou desistir pela fé?

Errar para quem quer acertar é chato, ruim, doloroso e irritante para a fé impaciente e imediatista, na qual estamos acostumados a "ver a vida, breve, passar". Quem começou com a fé em pó solúvel, "nesca-fé", não sei, mas o movimento cresceu e ganhou proporções continentais. Teorias fenomenais.

Cristão não pode espirrar, engasgar, tossir e gemer, sem que alguém lhe culpe pela sua falta de fé!

Sinceramente? Já passei por situações nas quais me arrependi profundamente por ser humana. Mas ser o quê? Só posso ser gente! Gente é mortal! Gente sofre! Gente erra! Gente é pó! Gente é costela! Gente é Adão! Gente é Eva! Gente é gente!

Uma coisa tenho aprendido: É possível chegar ao fundo de um poço e descobrir que só resta a alternativa de escalar e subir! Tudo é possível pela fé. Agora, qual fé? A fé dos super-crentes indolores? A fé da "raça de víboras", indicada por Jesus nos evangelhos? Não! Milhões de vezes não!

A fé é a certeza das coisas que se esperam. É preciso esperar! Só que aprendemos a não esperar e isto  pela fé! Fé "Nesca-fé"!

"Posso todos as coisas naquele que me fortalece!" O contexto deste texto bíblico é ignorado. Nele, o escritor fala de superações de sofrimentos, mas a teoria da prosperidade bateu duro contra a realidade do sofrimento humano para combater a teoria da miséria. Pelo amor de Deus, podemos sofrer com fé, em paz e se preciso for, morrer com fé, mas crendo em paz, sem com tudo, alcançar as promessas, como os heróis da fé fizeram, descritos na carta aos hebreus?

Também será que podemos ser vitoriosos como os leprosos que foram curados imediatamente ou como aqueles paralíticos, coxos, mudos, enfermos, endemoniados e cegos que foram instantaneamente sarados pelo toque de Jesus, cuspe de Jesus ou a sombra de Pedro e lenços suados dos apóstolos?

Gente, por favor, vamos dar espaço para Deus ser Deus em nossas vidas. Ele é o Senhor! Ele governa! Ele é soberano!

Aquele que é curado não condene o que não foi! Quem estiver nadando em dinheiro não condene aquele que está se afogando para pagar as contas! Vamos ser misericordiosos uns cons os outros. Repartir o pão! Visitar o enfermo! Dar água ao sedento! Ou... Receber o pão! Receber a visita! Beber a água!

Precisamos, nós cristãos, abrirmos um espaço, protegidos sob o teto de Deus, para a sua soberania em nos dizer sim ou não! Sim não é talvez e não é não! Mas sentimos uma profunda dificuldade com: O sim é sim e o não é não!

- Sim! É possível viver algo sobrenatural e imediato dentro de uma situação urgente e difícil através da fé em Cristo.
- Sim! É possível viver um não de Deus, doloroso, dentro de uma mesma situação urgente e difícil, mas sem perder a fé. Morrer crendo, não necessariamente é morrer literalmente de morte morrida. A morte pode ser de uma coisa que se deseja muito, mas que... sinto muito... o não foi ou é definitivo e que apesar disso, o amor de Deus é maior dentro do coração. Podemos amar a Deus por ser Ele quem é!Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, príncipe da paz e Pai da eternidade.
- Para onde iremos? Só tu tens as palavras da Vida Eterna! Disseram isso para Jesus, quando a coisa colidiu em cheio contra os interesses humanos de levar vantagens em tudo.

Tudo tem seu tempo! Creio ser esta a lição mais difícil das que são difíceis de se aprender e respeitar nas leis de Deus, o Todo Poderoso!

"Tempo de plantar..colher...nascer...morrer...gastar...economizar...rir... chorar...abraçar...afastar-se...".

Não aceite nenhuma doutrina cristã, supostamente, que te poupe da dor de viver ou da alegria dela!Viver sempre terão os dois lados da moeda. Nossa fé tem que ser para viver e para morrer por Jesus Cristo!

5 comentários:

  1. É verdade Gisela...a dor existe ainda que tentemos negá-la... e esse evangelho do sucesso faz com que aquele que ousa senti-la viva envergonhado...

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Bispa Gisela.
    Gostei muito desse texto. Acredito que o problema de grande parte dos cristãos é essa pregação 'comercial' de que o crente só tem vitórias. Sabemos que não é assim. O deserto veio para Cristo, e para nós não é diferente. Que nosso Senhor continue te abençoando ricamente.
    Ah, vê se volta logo em Limeira. Obs: Um grd abraço ao bp. Hugo.

    ResponderExcluir
  3. Denisi Fortes Durigan1 de dezembro de 2010 19:48

    Oi Bispa,
    O que realmente acho de crente é que a maioria, é pior que os fariseus.Começa no momento da ceia, quem não for batizado e esta em pecado não pode participar.Em primeiro lugar qual mortal não tem pecado?
    Em segundo lugar, Mateus 26:28 Diz:Pq isto é o meu sangue, o sangue da (nova)aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados.
    O que precisamos mesmo como Cristãos é tirar o Judas da nossa alma.Ter auto conhecimento,auto julgamento,tenho feito isso sempre.Agradeço a vc aquela conversa que tivemos no encontro, vc disse muitas coisas verdadeiras,e que fez à diferença, quem esta de fora tem uma visão melhor de nossas atitudes.Sou muito grata e feliz por ter uma Líder tão sincera e confiável.
    Bispa,Deus não precisa provar nada a ninguem.
    O que mais quero é ser uma verdadeira adoradora, e levar pessoas a adora-lo tb.
    Falta muita sinceridade no meio cristão, eu tb faço parte dele.Enfim a vida é passageira vamos amar,abraçar,dar bastante risada,usar óculos para ler(ver numero de telefone rsrsrs.....) quando precisar,vamos levar a vida com Deus com seriedade,mas com leveza.Bjs Te amo.
    É triste, mas é a realidade.Bjs

    ResponderExcluir