quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Deus é surdo aos gritos vazios!

"Só gritos vazios Deus não ouvirá, nem atentará para eles o Todo Poderoso." Jó 35:13

A humanidade clama por socorro contra a opressão dos poderosos. A arrogância dos maus têm ferido a vida na terra. Estamos cansados de ver a impunidade prevalecendo, mas apesar da dor imensa os gritos reverberam vazios.

- O que é um grito vazio?

Dentro dos corações existe uma prontidão de revolta contra Deus, mesmo quando não se acredita Nele.  "Deus não existe, mas ele é o culpado da injustiça dos homens." Paradoxo ateísta!

A fé tem sido culpada de perturbar a lógica do pensar dos homens. Culpam-na de ladra da razão. Então, quando o caos dos perversos pensamentos humanos agride os inocentes expondo as vergonhas da alma, os gritos reverberam pelos quatro cantos da terra.

"Mas ninguém diz: Onde está Deus, que me fez, que inspira canções de louvor durante a noite, que nos ensina mais do que aos animais da terra e nos faz mais sábios que as aves dos céus? " Jó35:10-11


Os gritos estão cheios de dores, mas vazios de fé em Jesus Cristo e sem Ele não há salvação, perdão, cura, restauração e vida eterna. A humanidade, como um homem só, precisa dobrar os joelhos e reconhecer que há um Senhor. Jesus é o Senhor!Só o Senhor é Deus!

Uma das coisas mais difíceis de entender para um cristão é que Deus não se move em nosso favor, favor da humanidade, por causa do sofrimento e sim em função da fé  no socorro que está em seu filho, Jesus Cristo. Deus já moveu-se na história por causa do nosso sofrimento, uma vez, quando enviou seu filho para morrer em nosso lugar. Deus foi achado por nós quando não o buscávamos! Agora, os gritos precisam subir aos céus através do nome de Jesus. Tudo acontece em nome de Jesus.

A Graça de Deus evidencia nosso livre arbítrio! Ela nos torna responsáveis pelos nossos gritos!

Os gritos vazios são clamores sem arrependimento dos pecados. São clamores sem Jesus!

No entanto:

"Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?
E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas!" Romanos 9: 13-15

- Precisamos vencer este círculo paradoxal da inércia de ir e pregar o evangelho!

Um comentário:

  1. obrigada querida pela sabedoria e inspiração desta mensagem! Fiquei emocionada e muito tocada, estava mesmo precisando ler isso. Saudades! Mari Calazans

    ResponderExcluir