domingo, 27 de março de 2011

Adão e Eva, vestindo folha de figueira!

Que dia triste, na eternidade, a queda do Homem! Estamos ou deveríamos estar, perplexos com a decadência da moralidade em nossos dias. As famílias já lidam normalmente com a inversão de valores como nos dias de Sodoma e Gomorra. Em qualquer churrasco de adolescentes e jovens, os próprios pais providenciam: jurupinga, drink com vodka, narguile e etc.

É normal?

Muitos cristãos estão aderindo aos costumes, culturais, dos "filhos desta terra", profanando seus corpos, que são ou deveriam ser templos do Espírito Santo e seguem como se nada estivesse errado em suas vidas. Vão a Igreja, tomam a santa ceia e lideram suas células. Estão com suas consciências cauterizadas pelo engano. A religiosidade é contagiante e quem diria... entre os jovens!? Não se dão mais ao trabalho de se "esconderem da presença de Deus". Não têm temor do Senhor! Parece que Deus, em suas concepções de cristianismo, é um tipo de " Bom Velhinho".


"Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens (jovens) serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus." 2 Timóteo3:1-4

Tudo é um tédio para os jovens quando não estão, a mil por hora, em alguma diversão prazerosa. Quanto mais sentem prazer, mais querem e buscam o prazer. Ficar em casa, ler um livro, ir ao parque, ouvir música, ou seja, fazer programas que até pouco tempo atrás eram normais, hoje é ridículo!

Não, nada está normal! A vida está perdendo o valor do bem dentro dos corações e mentes. O mal é um bem passageiro e válido, nesta geração, como nunca foi, antes, em tempos passados.

"Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas." Romanos 10:13-15

sábado, 26 de março de 2011

Não julgue sem fazer perguntas!

"A pessoa insensata, antes de perguntar e averiguar os fatos de um fenômeno, viaja em suas angústias e manias, esbraveja suas pendências com falas distorcidas e segue em frente, sempre andando em círculos, na vida. Depois, pergunta para Deus o motivo de sua vida não deslanchar".
 A sabedoria começa quando apre a ouvir e perguntar primeiro: O que foi que aconteceu?
                                                            A queda do homem!

No livro de Gênesis, Temos o fenômeno da queda do homem. Deus investiga o caso da seguinte forma: Fazendo perguntas!

Deus pergunta para Adão, no Éden: Onde estás? Quem te fez saber que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses? Que é isso que fizeste?

O Altíssimo Fez quatro perguntas para Adão e Eva, antes de julgar e sentenciar, como juiz, o erro deles, que foi gravíssimo. Deus trabalha com perguntas e aplica sentenças ou recompensas justas.

As quatro perguntas de Deus:

1. Onde estás?
2. Quem te fez saber que estavas nu?
3. Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses?
4. Que é isto que fizeste?
                              
                                   As versões dos fatos respondidas por Adão e Eva:

• (Adão) Ouvi a tua voz no jardim,e,porque estava nu, tive medo e me escondi. Gênesis 3: 10
• (Adão) A mulher que me deste por esposa, ela me deu da árvore, e eu comi. Gênesis 3: 12
• (A Eva) A serpente me enganou e eu comi. Gênesis 3: 13
• OBS: Deus nada pergunta para a mentirosa da serpente!

                                  Os fatos:

• A serpente fala com a mulher e lança a dúvida sobre a questão de Deus estar falando a verdade sobre a morte.
• Eva conversa sobre o fruto da árvore da ciência do bem e do mal com a serpente. Duvida da palavra de Deus e decidi comer o fruto proibido.
• Eva dá o fruto também a Adão.
• Adão come do fruto.
• "Abriram-se, então, os olhos de ambos; e, percebendo que estavam nus, coseram folhas de figueira e fizeram cintas para si." Gênesis 3:7
• Escondem-se da presença de Deus por entre as árvores do jardim. Sentiram medo!
                         
                                     As sentenças aplicadas por Deus:

• Amaldiçoou a serpente
• Pôs inimizade entre a serpente e a mulher
• Multiplicou os sofrimentos da gravidez na mulher
• Deu o governo da vida da mulher ao homem.
• Amaldiçoou a terra
• Tornou penoso o trabalho do homem na terra
• Estabeleceu o retorno do homem ao pó
• Expulsou o casal do Jardim

                                               Minhas conclusões sobre o assunto

• As versões oferecidas pelo ser humano, sobre um fenômeno, são explicações relativas do que realmente, aconteceu.
• A verdade é sempre maior!
• As perguntas bem feitas, objetivas, denunciam a verdade. Clarificam!
• A verdade liberta, mas eles, Adão e Eva, nós, esquivamo-nos dos fatos e resistimos em aceitar e assumir nossos erros, prontamente. Perdemos tempo espiritual em ter as feridas curadas!
A verdade é absoluta. Nós lidamos com as versões, mas temos que nos ater aos fatos.
• Só Deus pode julgar com justiça!

"Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração. Está alguém alegre? Cante louvores...Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo." Tiago5:13-16

quarta-feira, 23 de março de 2011

A vida tem reviravoltas milagrosas!

Subitamente a vida, de qualquer pessoa, pode mudar! Isso quer dizer, de repente, literalmente!

Bianca Toledo viveu um grande milagre, junto com sua família. Deus é quem levanta seus servos das mais difíceis circunstâncias e os leva para um lugar seguro. Esta foto é para glorificar ao nosso Deus gracioso. Ler a Palavra de Deus aumenta a nossa fé. A fé vem pelo ouvir a verdade que liberta!

"Tende fé em Deus...Por isso, vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco." Marcos 11:22-24

domingo, 20 de março de 2011

Como seria ver a imagem da distorção da sua alma?

Deus nos criou a sua imagem e semelhança, mas nós inventamos de pecar e sair do propósito original. A serpente, o diabo, seduziu a Eva com palavras mentirosas sobre a questão do fruto proibido no paraíso.Seu marido, Adão, em vez de colocar ordem na sua casa, seguiu seus instintos e desobedeceu a Deus, porque quis e depois colocou a culpa na sua mulher, que não havia pedido. Ele teve a cara de pau de dizer à Deus: A mulher que tu me destes, me enganou!

O Senhor havia dito: Não coma da árvore da ciência do bem e do mal, pois o dia que dela comeres, morrerás! Penso que se Adão não tivesse comido, também, e desobedecido, Deus teria lhe dado outra mulher e a coisa teria tomado outros rumos. Mas, o "se"não existe!

Expulsos do Jardim do Éden começamos nossa história de morte. Tudo complicou! A vida ficou cara e difícil. O primeiro homicídio aconteceu dentro da primeira família na terra. Caim matou Abel! Briga de irmãos com violência e morte. Tudo por causa de ciúmes com relação a aceitação diante de Deus.

Você se sente aceito na sua família?
Você se sente aceito no seu trabalho?
Você se sente aceito na Igreja?
Você se sente aceito entre os seus amigos ou colegas?
Você se aceita?

O pecado sendo consumado gera a morte, está escrito na bíblia. Muitos enveredam por caminhos de revolta, rebeldia, amargura e ressentimentos, por causa da arbitrariedade com a qual vivem a desobedecer aos princípios de Deus.

"Quando o homem peca prejudica a própria alma".

A alma humana, isto é, nós, em nossa personalidade, temperamento e caráter, quando estamos afastados da verdade da Palavra de Deus, vivemos em uma morte em vida. Mortos em nossos pecados. A consequência é a distorção do nosso homem interior, a alma!

Creio que o que mais tem produzido doenças nas almas humanas, e por tanto, destruições, são: Rejeição, não aceitação e a famosa, famigerada, "Baixa auto-estima". Quando não nos sentimos aceitos, somos capazes de fazer coisas, sentir coisas, pensar coisas, que destroem a nossa, preciosa imagem e semelhança de Deus.

A foto acima é minha! Distorcida a minha imagem fiquei muito feia e irreconhecível! Imagine se você pudesse ver o interior da sua alma? Como você sairia na foto?

"Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar. Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor...assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei." Isaías 55:6-11

segunda-feira, 14 de março de 2011

O que se pode fazer através da oração?

"Por isso, vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco." Jesus, Evangelho de Marcos 11:24

Quando nos deparamos com catástrofes da magnitude do Tsunâmi que atingiu o Japão, ficamos com o ar preso dentro dos nossos corações. Literalmente, os japonêses, estão tendo que olhar para o futuro, de um lugar de "nada "para um lugar possível de "tudo".

Chegar em casa e ver a destruição onde antes havia a sua vida acontecendo em família, me parece ser uma das dores mais intensas que a alma humana pode experimentar, nesta terra. Porque não se trata, apenas, de perdas materias, mas de vidas, acima de tudo. Fiquei consternada quando vi sentado sobre os entulhos, um senhor, onde antes era, aproximadamente, a sua casa, seu bairro, agora, irreconhecível. A sensação de impotência foi e é aguda nos pulmões! Respirar aquela realidade, com certeza, é sem palavras que definam, com fidelidade, a experiência.

A pergunta que nos assola é: Como Deus deixou isso acontecer?

A resposta é mais complexa do que podemos imaginar, pois Deus , de fato, permitiu o tsunâmi, mas em sua mente, o Todo Poderoso, não criou aquele mal. Simplesmente a humanidade está vivendo as suas dores de existir em uma terra devastada que reclama seus direitos desrespeitados. É óbvio que também sabemos que a geologia de muitos lugares, como o próprio Japão, é instável por criação e natureza. Mas, também toda essa geologia temperamental é uma consequência de muitas e diversas consequências de coisas sobre coisas, em uma grande bola de neve que vem descendo, desde que o homem foi expulso do jardim do Éden. Nós éramos para estar neste Jardim!

"E a Adão disse: Visto que atendeste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te ordenara não comesses, maldita é a terra por tua causa; em fadigas obterás dela o sustento durante os dias de tua vida." Gênesis 3: 17

O  nosso fracasso em seguir a ética divina, o pecado humano, provocou todo um desequilíbrio na natureza. A nossa vida não era para ser o que tem sido. Porém, o Deus que nos permite viver os efeitos das nossas escolhas, pois a lei "causa e efeito" é real, é o mesmo, que estende as suas mãos de misericórdia, através da fé, em seu filho Jesus Cristo. É preciso olhar para o alto de onde vem o socorro real e verdadeiro! A Ajuda humanitária é imprescindível e Deus está levantando um grande exército de cooperadores em favor do Japão, Haiti, Região serrana do Rio, Chile e todos os demais lugares, que estão sofrendo, as fúrias da Terra, que geme em seu coração de larvas quentes.

O importante é manter o senso de continuar a vida e buscar à Deus em primeiro lugar, com todo o nosso ser, enquanto podemos achá-lo, antes do Grande Dia do Senhor, onde tudo será definido em uma ordem imutável, onde as oportunidades serão apenas uma lembrança do que poderia ter sido e não foi, tanto para o bem quanto para o mal e neste caso, infelizmente!

"E lhes enxugará dos olhos toda a lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram."Apocalipse 21: 4

Oremos!

sexta-feira, 11 de março de 2011

O verdadeiro Dia das cinzas!

"Tudo passa, a alegria, a tristeza, a euforia, a depressão, o mundo, a injustiça, a dor, a profecia, a ciência, a cantoria, a juventude, a velhice, o trabalho, o descanso, o lazer, o prazer, o céu, a terra, a vida animal, a vegetal e a humana mortal. Somente a fé, a esperança e o amor não passarão!"

Qual a novidade sobre isso? Cada uma de nós devemos refletir na resposta, cabível, para o nosso caso.

As coisas se tornam cinzas, com o passar dos anos. Caem no esquecimento histórico, familiar, mas os significados do que se viveu jamais passarão, tanto para o bem, quanto para o próprio mal! A vida dá, mas cobra. Deus permite, mas julga. A gente semeia e colhe. Fazemos escolhas e vivemos de seus rendimentos. O ser humano jamais será livre de suas responsabilidades. Quanto mais se sabe, mais se é cobrado. O livre arbítrio é a nossa prisão e a nossa liberdade! Pensar nos torna responsável pela vida.

Saber que Deus existe faz toda a diferença! Trabalhe com a possibilidade do Senhor, de fato, vir julgar a terra, com justiça e equidade. A Bíblia fala do "Dia do Senhor!" Esta data especial, na eternidade, não será um feriado, para comemorar minorias oprimidas, mas um dia de juízo sobre a terra. A chuva cai sobre os justos e os injustos, mas isso não significa que todos terão o mesmo destino. Deus é Bom e Inteligente. Justo e não faz acepção de pessoas. Jesus, para quem não sabe, é o advogado fiel!

Estava lendo, recentemente, os pensamentos de um filosofo, chamado Bacon. Ele disse, certa vez:

"Um homem honrado deve preferir Deus à seu Rei e ao Rei à seu amigo."

O seu amigo em questão, acusado de traição, foi decapitado e com muita classe, ele, Bacon, se saiu bem deste enrosco político. Sabia manejar bem suas argumentações para ter paz em suas atitudes, mas tudo isso virou cinzas do passado! Só que Deus estava lá! Ele está aqui! Jesus Cristo se fez homem para nos ensinar a ética do Reino de Deus e desprezar a ética que antagonizar com a sua, Divina e eterna.

Mas, a maioria dos homens vivem como se nunca fossem morrer. Falar da morte é um tabu. Principalmente, se for, da sua própria morte. O homem, seja ele poderoso ou um Zé desconhecido no mundo, voltará ao pó! Todos serão cinzas! Como mulher, só de pensar em pó, já começo a espirrar, com rinite!

Escrevo desta forma, severa, pois sei que falta um senso de praticidade no viver correto e santo, principalmente dos cristãos, que costumam descansar em berço esplêndido, quando nascidos em lares evangélicos. (Pai e mãe não podem morrer na cruz para salvar seus filhos!)

O importante é crer na justiça Divina e no perdão pela graça do Cordeiro de Deus, Jesus Cristo, que com seu sangue nos lavou de nossos pecados. Mas sem arrependimento não existe entrada na Cidade Santa que desce do céu. Jesus está voltando e as pessoas, como está escrito e avisado: casam, compram, vendem, viajam, divertem-se, roubam , matam, corrompem, mentem e quando menos esperarem, como um ladrão que vem à noite, se surpreenderão do seu retorno. Os cristãos são filhos da luz e não precisam cair nesta surpresa desagradável. Todos os homens podem e devem vir para a luz de Deus! O convite foi feito:

"Vinde a mim todos os cansados e sobrecarregados. Eu, Jesus, vos aliviarei. Aprendei de mim, pois sou manso e humilde de coração."

Infelizmente, Jesus, certa vez, também disse: Os homens não querem vir a mim para receberem a salvação.

"Buscai ao Senhor enquanto se pode achar!"

O que me deixa triste é que o carnaval só vai acabar no verdadeiro Dia das cinzas!

terça-feira, 8 de março de 2011

Congresso São Paulo - Somos Um! 2011

Centenas de Jovens levantam-se como valentes de Davi para conquistar o Estado de São Paulo para Jesus. O Altíssimo está fazendo coisas novas. Já não nos lembraremos das coisas que passaram! Tudo se faz novo!

Congresso Sara Nossa terra- São Paulo "Somos Um!" 2011

quarta-feira, 2 de março de 2011

Deus é inteiro!

"Deus é inteiro e nada faz pela metade. Tudo está consumado!"

Particularmente, sofro em confessar que: Já comecei algumas coisas na vida, não terminei e nem vou, pois não quero mais. Isso, até que, por um lado menos negativo, é favorável a nossa própria incompetência, pois é um direito.

Você tem o direito de parar. Desistir. Mudar de departamento. Decidir fazer outra coisa, mais rentável.

Imaginemos a opressão que seria, ter que terminar tudo que se começa?

Lembro muito nitidamente, como se fosse hoje de manhã, a minha mãe me obrigando a comer tudo que eu havia começado. Um dia ela fez um pudim de pão ,e, como criança que era, estava sem paciência de esperar pela minha porção, educadamente, então, comi um pedaço com a colher, mas na própria assadeira. Foi um choque anafilático para ela e o fim da minha alegria, naquele dia. Fui obrigada a comer tudo até o fim, sozinha! Odeio pudim de pão. Só como pudim de leite.

Graças a Deus que nos dá a vitória em Cristo. Hoje, a vida está mais fácil! Minha mãe não faz mais pudim. Eu, vez por outra, como com a colher na assadeira, mas só começo quando sei que poderei ir até o fim, sem ajuda. Aprendi!

Sei que não é bacana, politicamente correto, abandonar projetos pelo meio. Mas, muitas vezes, é moralmente correto. Todas as situações, desta vida, precisam ser avaliadas dentro de um contexto, certo? A única coisa que não podemos deixar de concluir é o fim da nossa fé, que é a salvação da nossa própria alma.

Procuro viver dentro do padrão: Começou? Vá até o fim!

"Contudo, se o que alguém edifica sobre o fundamento é ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, manifesta se tornará a obra de cada um; pois o Dia a demonstrará, porque está sendo revelada pelo fogo; e qual seja a obra de cada um o próprio fogo o provará. Se permanecer a obra de alguém que sobre o fundamento edificou, esse receberá galardão; se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele o dano; mas esse mesmo será salvo, todavia, como que através do fogo". 1 Corin3:12-15

Façamos todas as obras com a intenção de "ouro", para a glória de Deus. Mas, se na metade da coisa, a gente entender que o negócio está sendo feito de madeira para pior, então, neste caso é melhor parar.

Só Jesus disse: Está consumado e não ficou em dúvida.

"Quando, pois, Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado!" Jo 19:30