sexta-feira, 27 de maio de 2011

Deus ouve o silêncio do nosso anseio!

Imagine uma tempestade em alto-mar à noite. Qualquer transatlântico parecerá um barquinho. Na tormenta, não adiantará ser grande, pois ninguém poderá descer da embarcação. Certo?

                                                     O exemplo de Jonas

O profeta Jonas, no antigo Testamento, foi enviado por Deus em uma missão à cidade de Nínive, mas discordou dela e fugiu. Fugir de Deus é uma péssima ideia, sem chance de sucesso. Ele zarpou em um navio para ir bem longe do propósito do Senhor, mas uma tempestade foi atrás dele e o alcançou no meio do mar. A tripulação apavorada rezava para todos os deuses, mas nada estava dando certo, até que, Jonas confessou ser ele, o motivo da fúria. O resultado da sua escolha errada é uma história contada  até aos dias de hoje - Jonas, no ventre da baleia! (Peixe grande - não especificado na bíblia)

Jonas foi jogado ao mar com seu próprio consentimento! - Joguem-me ao mar, pois esta tempestade só passará, se eu sair deste navio. Não precisou falar duas vezes!

Quando estamos chateados com Deus pensamos em fugir dele. Paramos de orar, ler a bíblia, faltamos aos compromissos e programações da igreja da qual somos membros, deixamos de ofertar e pagar os dízimos. Se o telefone tocar, dependendo de quem for, a gente nem atende para não ter que dar desculpas ou mentir. Nossa fuga se caracteriza desta forma, hoje em dia. Ninguém literalmente é jogado ao mar e vai parar na barriga de um peixe grande. Mas as coisas também não dão mais certo. Tudo fica pesado e angustioso."Nos enrolamos nas algas marinhas de Jonas!"

"As águas me cercaram até a alma, o abismo me rodeou, e as algas se enrolaram na minha cabeça."
Jonas 2:5

Deus, nestas nossas horas, nos chama para um lugar de arrependimento. A bondade Dele é que nos leva de volta para perto do seu trono de graça. Jonas clamou do fundo dos mares e creu que veria a face do Senhor novamente.

"Deus ouve o silêncio do nosso anseio!"

"Quando desfalecia em mim a minha alma, eu me lembrei de ti, ó Senhor, e subiu a ti a minha oração, no teu santo templo". Jonas 2:7

"O Senhor falou ao peixe, e ele vomitou a Jonas na terra". Jonas 2:10

O peixe e Deus estavam juntos na missão de ensinar Jonas, o valor da obediência. Sempre empressionou-me, o fato do peixe ir até a terra e vomitá-lo. Quando nos quebrantamos diante do Senhor, Ele fala à nossa aflição para que nos deixe ir livres, novamente. Precisamos cumprir os propósitos de Deus para nós!

domingo, 22 de maio de 2011

Casamento sem amor é negócio!

Em lugar da vossa vergonha tereis dupla honra; e em lugar da afronta exultareis na vossa parte; por isso na sua terra possuirão o dobro, e terão perpétua alegria.

Porque eu, o SENHOR, amo o juízo, odeio o que foi roubado oferecido em holocausto; portanto, firmarei em verdade a sua obra; e farei uma aliança eterna com eles. Isaías 61
  • Quando eu busco ao Senhor, nosso Deus, o que espero receber?
Se busco à Deus, visando meus interesses, bem-estar, em primeiro lugar, não o encontrarei, pois Ele está acima de todas as coisas! Nós somos feituras de Deus, nascidos para amá-lo, com todo o nosso ser e de todo o nosso coração. Quem fugir deste propósito estará roubando o seu próprio Pai!

Está escrito, Jesus Cristo disse: Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça! No entanto, as demais coisas, que também nos serão acrescentadas, têm sido o alvo das orações que se fazem aos céus em nome de Jesus. Deus nos ama e nós precisamos aprender a buscá-lo de todo o nosso coração, por amor!

A Igreja precisa amar seu Noivo! Casamento sem amor é negócio!

Dupla honra, perpétua alegria, recompensa, herança, possuir o dobro e as demais coisas são nossas, mas estas promessas da Palavra do Altíssimo não são um meio de comércio! Nossa relação com Deus precisa ser de amor!

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Mantenha a fé dentro da sua Igreja!

O que mais encontramos, por aí, nas curvas da vida, são desviados da fé. A gente vai pregar as boas novas de Jesus e a pessoa já vai se entregando: Sou desviado e, etc. O tal do etc, é que mata, pois é muito triste de ouvir, geralmente. Pois quase sempre, alguma coisa, muito horrível, aconteceu e protagonizado por um outro cristão, irmãozinho de fé, nem tão camarada. Quem é fraco de coração, não aguenta a pressão, carnal, da coisa e sai fora, ou aguenta tanto, que sai fora do mesmo modo.
Claro que toda história tem suas versões e todas elas estão certas, relativamente, para os seus respectivos donos. Deus é o juiz! A palavra final vem dele, mas até chegar o julgamento final, a gente vai ter que se virar por aqui mesmo, na terra, dentro da Igreja, no convívio em comunidade, partindo o pão de casa em casa. Oh! Glória!

Haja vaso de barro nas mãos do oleiro!

O interessante é que tem uma certa teologia que imacula a Igreja primitiva, como se ela fosse a perfeição em eternidade, mas um olhar apurado dos fatos, vemos os apóstolos pisando em ovos de serpentes, com os cristãos, que já metiam a fé na vida alheia.

"Geralmente se ouve que há entre vós imoralidade tal, como nem mesmo entre os gentios, isto é, haver quem abuse da mulher de seu pai. Estais inchados, e nem ao menos vos entristecestes, para que fosse tirado do vosso meio quem cometeu tal ação." 1 corin 5:1

Os judeus messiânicos já estavam piores em qualidade de fé que os gentios! Barbaridade!

Mantenha a sua fé, independente da sua denominação ou instituição e apesar dos irmãozinhos. Siga os 10 passos de primeiros socorros da fé, abaixo e seja fiel, até a morte, pois o que vencer será vestido de vestes brancas. De maneira nenhuma riscarei seu nome do livro da vida, mas confessarei o seu nome diante de meu pai e diante dos seus anjos. Acredite, ninguém merece que você saia da comunhão com Deus e da Igreja!
  1. Pode parecer que não, mas a Igreja é de Cristo, por isso, olhe para Ele e siga seus ensinamentos. Principalmente aqueles de dar a outra face, já esbofeteada e vermelha.
  2. Pague o mal recebido com o bem. Dói na alma, mas é bíblico!
  3. Perdoe até 70 X 7, o mesmo irmão querido!
  4. Não julgue os vegans, que só comem legumes.  
  5. Entenda que: Todo homem é mortal. Pastor é homem. Pastor é mortal, quanto mais a mulher dele e as irmãzinhas.
  6. Você é pecador, tanto quanto, qualquer outro pecador, da sua igreja, a não ser aquele que abusou da mulher do seu próprio pai, misericórdia! Este passou da média dos pecados comuns. Seja santo como Deus é santo!
  7. Compare-se com quem está pior na vida e seja agradecido, pois você sabe que tudo pode piorar. Quem está em pé cuide que não caia!
  8. Inspire-se em quem está servindo a Deus de todo coração, pois somos imitadores por natureza!
  9. Desvie-se do maus obreiros, este passo é mais difícil, mas os que confiam no Senhor não serão enganados.
  10. "Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo." Lucas 10:27

quinta-feira, 12 de maio de 2011

AS PEDRAS DO CAMINHO

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

Carlos Drumond de Andrade

Fica claro, na minha interpretação, deste poema, que a pedra no meio do caminho, ficou onde estava, na vida do poeta e que ele simplesmente desistiu de removê-la, seguindo adiante com a sua vida, como soube, mas nunca conseguiu esquecê-la. Na verdade, a pedra, incomodou-o bastante. O que a pedra significou  e foi para o Carlos Drumond, não sabemos, pelo menos, eu não sei. Talvez alguém o tenha entrevistado ou perguntado-lhe, mas sinceramente, só posso conjecturar sobre o assunto. E o bacana dos poemas, em geral, é, justamente, elaborar versões subjetivas e viajar em nosso próprio universo interior e refletir dentro das nossas realidades, o que os textos podem nos ensinar. Afinal, cada um é cada um!

O que é a pedra no meio do caminho para você, hoje? O que você quer fazer com esta pedra? A pedra pode ser removida? A pedra tem o direito de fazer parte da sua história, para sempre? Você está apegado a esta pedra com algum sentimento? Qual o nome desta pedra?

São muitas as pedras no nosso caminho, ao longo da vida, falando a verdade. Certo? Mas, nós temos que lidar pedra a pedra. As pedras simbolizam tudo aquilo que nos impede e resiste. Pisar em uma pedra descalço é uma experiência quase infantil, mas super dolorida. Quem nunca pisou em uma? Com certeza se você fechar os olhos, será capaz de sentir a dor de novo. Chutar uma pedra, sem querer, descalço, também é uma experiência doída, da infância. Geralmente perdíamos a unha do dedão, na ocasião. Sinta a dor! Ria! Dá até saudades destas pedras de verdade. "Quem nos dera que fossem, as pedras, de agora, as pedras de outrora!".

Nossas pedras e a específica de Carlos Drumond de Andrade, nosso poeta brasileiro, são questões existenciais que ferem nossas almas e querem nos impedir de viver com esperança e fé. Agora, pior que uma pedra no caminho é uma pedra no sapato. Nós temos que removê-las, as pedras! É preciso pensar, refletir e sentir o que está doendo em nós e resolver a questão. Caso seja alguma coisa insolúvel, como o espinho na carne do Apóstolo Paulo, paciência, pois a graça de Deus te bastará.

"E, para que não me exaltasse pelas excelências das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar.
Três vezes orei ao Senhor para que o afastasse de mim.
Mas ele me disse: A minha graça te basta, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza." 2 corin 12:7-9

Ninguém quer um mensageiro de Satanás na cola, mas a vida acontece como é, muitas vezes, fugindo ao nosso controle. Nem sei qual controle da vida que temos de fato, para ser sincera. Só entendo que, nós os que cremos em Cristo e nele estamos, podemos todas as coisas, pois somos fortalecidos pela fé.

"Sei passar necessidade, e também sei ter abundância. Em toda maneira , e em todas as coisas aprendi tanto a ter fartura, como a ter fome, tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.
Posso todas as coisas naquele que me fortalece." Fp 4:12-13

A Pedra que não posso aceitar, tenho que chutar. A pedra que não posso chutar, tenho que sair da frente dela. A pedra dentro do sapato, se for o caso, o poder de Deus se aperfeiçoará nesta fraqueza, em específico. Pedras vêm e pedras vão, mas as palavras de Deus se cumprirão em nossas vidas! Creia em Deus!

domingo, 8 de maio de 2011

Às mães!

Mãe é mãe, mas é gente e passa rápido de mais por nossas vidas.

A criança olha para a sua mãe com adoração, quando é pequena. Creio que receber este olhar é o maior privilégio concedido à mulher, por Deus.

Vou guardar em meu coração para sempre este amor em estado puro que recebi dos meus filhos, pois eles crescem e suas prioridades também, em direções diferentes.
Sempre chega o dia, que ao invés da mãe receber o presentinho feito na escola, recebe uma ligação de feliz dia das mães.

Claro que os almoços, presentes, cartões, telefonemas e homenagens, são bacanas e tornam a vida mais feliz, mas nada se compara ao "Olhar de adoração".

Quero dizer à todas as mães que, como eu, sabem a verdade: Ser mãe é um caminho afetivo de muita doação incondicional, para se espelharem em Maria, mãe de Jesus. Ela soube deixar ir o seu filho querido, quando o tempo dele partir chegou, em um dia comum do seu dia a dia. Maria
Ainda foi atrás, como todas nós vamos, mas nada mais estava em seu controle.

Mães, sejam felizes em serem filhas de Deus e sejam presentes em todos os momentos possíveis na vida de seus filhos, enquanto o puderem ser. Guardem em seus corações, os choros, com aqueles olhares de adoração e de súplicas de colinho.


Feliz dia das Mães!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Odre velho ou odre novo?

"Seja um odre novo com vinho novo ou seja um odre velho com vinho velho, mas nunca altere esta ordem, pois aí, a coisa arrebenta!"

"E ninguém põe vinho novo em odres velhos. Se fizer isso, o vinho novo romperá os odres, e entornar-se-á o vinho, e os odres se estragarão. Mas o vinho novo deve ser colocado em odres novos, e ambos juntamente se conservam." Lucas 5:37

A coerência é postura mais importante na questão da saúde psíquica e emocional. Ser coerente é ter lógica no viver, mesmo que dentro de uma coerência estejamos, coerentemente, errados, ainda sim, será melhor.

Quando a gente diz: Eu te amo e logo, em seguida, nega afetividade com a corporalidade e as atitudes, mostramos incoerência e esquizofrenia. Quando estamos magoados, profundamente, e sorrimos como se nada estivesse acontendo e abraçamos, quem nos magoou, efusivamente, estamos entrando em um buraco negro emocional.

Jesus nos ensinou a pagar o mal com bem. Este ensino nada tem a ver com incoerência, mas sim, com uma escolha, consciente, de agir certo independente de quem esteja errando conosco ou ao nosso redor.

Devemos falar a verdade, sem hipocrisia, sempre!

"Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros." Efésios 4:25

Jesus amava Pedro, mas quando, erradamente, este, pediu ao mestre que não morresse na cruz, teve que ouvir: Arreda-te Satanás!

Demagogia, politicagem, religiosidade e populismo não eram as qualidades de Jesus, definitivamente!

O exemplo dos odres novos ou velhos e os vinhos, trata de uma questão espiritual, mas quero usar esta abordagem de Jesus, coerente, para mostrar, metafóricamente, a preocupação do Senhor em nos ensinar a inteligência e a fazermos escolhas comportamentais saudáveis.

"Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores. Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da Igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor." Tiago 5: 13

Identifiquem a coerência do conselho bíblico!
Seja mais natural com as coisas desta vida, sem andar na carne, isto é, fazendo bobagens e cometendo pecados a torto e a direito.

terça-feira, 3 de maio de 2011

Assassinato da formiguinha!!! [ORIGINAL]


Fiquei impressionada com a capacidade de compaixão desta criança, pequena, por uma formiguinha. Quem nunca se sentiu como uma formiguinha, na vida?

Interessante que seu irmão, gêmeo, não conseguia entender o drama da coisa toda. Sinceramente fiquei preocupada com ele, pois a tendência será julgá-lo e fazer comparações para o resto da sua infância, pois foi ele quem tirou a vida da formiguinha. Mas o que vale uma formiguinha? Quem se importa com formigas, além do menininho do vídeo? Vende-se formicidas em vários lugares. Elas não estão em extinção!

Esta cena comum de infância ganhou uma proporção imensurável, pois foi postada nas redes sociais e ganhou  um espaço onde todos irão comentar. Pergunto: Isso é justo? Ético? Educativo? 

Creio que se não for bem administrada, a dor desta criança que perdeu sua formiguinha, poderá ser transformada em um espetáculo de circo. O menininho que matou a formiguinha crescerá sabendo e vendo o vídeo da sua travessura, mas ele se sentirá bem, quando puder entender o que aconteceu?

Penso que se fossem meus filhos, mostraria para familiares e só, pois acho cruel expor estes inocentes, mas hoje em dia, ficou normal publicar as intimidades familiares, como um meio de ganhar notoriedade. 

O Youtube é uma faca de dois gumes!