terça-feira, 21 de junho de 2011

Adágio verdadeiro!

"O cão voltou ao seu próprio vômito; A porca lavada voltou a revolver-se no lamaçal." 2 Pedro2:22

As cenas acima descritas são nojentas! No entanto, estão descritas na bíblia como um adágio verdadeiro, isto é, um provérbio popular. Senso comum válido.

O texto precisa ser entendido dentro do contexto certo. O apóstolo Pedro estava meio indignado com falsos mestres e pensadores que ensinavam heresias e libertinagens ao cristãos. Estes mestres, num passado recente, haviam sido honestos na fé cristã, mas a avareza e o fato de não terem buscado a santificação de seus antigos pecados, propiciaram o retorno às suas obras malignas anteriores ao conhecimento da verdade sobre a salvação em Jesus e religiosamente prometiam a liberdade aos seus seguidores, sendo eles mesmos escravos da corrupção.

Pedro chega a firmar nesta carta que melhor lhes fora nunca tivessem conhecido o caminho da justiça do que, após conhecê-lo, volverem para trás, apartando-se do santo mandamento que lhes fora dado.

Uma coisa me chama atenção nos dias de hoje; os cristãos estão meio adormecidos para a severidade de Deus, para com aqueles que abandonam a verdade. Errar é uma coisa diferente de viver em pecado dolosamente! Errar é perdoável quando há arrependimento, pois somos falhos. Jesus é o nosso advogado fiel diante do Pai. Agora, perverter-se novamente no mundo que jaz no maligno? Amar o prêmio da injustiça? Ignorar os princípios de Deus e seus mandamentos? Viver em excesso de devassidão, novamente? É pedir para morrer e ir para o inferno! A bíblia chama tais pessoas de filhos malditos. Grave, não é?

Com certeza o último estado dos que abandonam a fé verdadeira e santa, torna-se pior que o primeiro. Trocando em miúdos: Conhecer Jesus e seguir em uma vida de escravidão ao pecado, em orgias, bebedices, imundas paixões, menosprezando qualquer governo, difamando autoridades superiores, falando mal daquilo que são ignorantes, sendo arrogantes e, etc, é cavar uma cova para cair nela. É exatamente como explica a metáfora nojenta do adágio verdadeiro, acima referido. Imagine um cão lambendo seu próprio vômito, arc! Sinto vontade de por tudo para fora!

Muitos cristãos estão lesados e vivendo no mal, mas como vão a Igreja e alguns chegam a ser líderes, pensam que vão passar por algum lugar escondido na Graça de Deus e chegar à eternidade para adentrar na santa cidade, Nova Jerusalém. Ledo Engano!

 A Graça de Deus é para salvar os arrependidos e convertidos! A Graça de Deus é para chamar os pecadores ao arrependimento! A Graça de Deus nunca é usada em vão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário