domingo, 31 de julho de 2011

O crítico é um artista que não teve coragem de enfrentar o palco.

"Sempre estão entre nós, àqueles que só sabem com maestria e grande eloquência ver o lado inumano do ser humano. Esquecem quem são e de onde saíram. São o mesmo pó dos demais. Eles não são piores e nem melhores, mas não querem se ver nos iguais."

Acho de uma grande desfeita ser um humano e ainda sim menosprezar a raça, ser um cristão e se dizer "ex-evangélico", saber que Jesus é o cabeça da Igreja e julgá-la.


Li um texto de uma pessoa que não quis se identificar e que nada tinha de novidade a acrescentar, mas apenas era uma repetição, um mantra crítico das muitas vozes amargas, burburinhos azedos que ecoam por aí, que vociferava sua decepção com o corpo de Cristo. O incrível é que esta ladainha é uma cópia da cópia do xerox do xerox de textos de críticos que poderiam ter sido artistas, mas que não tiveram a coragem de enfrentar o palco, ou se o fizeram não arcaram com os custos de existir no mundo e presos ficaram em seus argumentos de que culpados são os outros. "O inferno é o outro!"

Hoje, e sempre existiu, há um movimento no seio da cristandade de que se pode ser cristão sem ir a Igreja ou que podemos buscar à Deus sem ela. Quase todo ex-evangélico tem uma língua ferina contra a comunhão com os irmãos na Igreja, por causa da sua decepção pessoal. É frustrante viver uma desilusão em relacionamentos em qualquer comunidade, mas a ilusão precisa ser desfeita mesmo, ou seja, não existe ser humano perfeito e maravilhoso. Só Jesus venceu a morte por ele mesmo em profunda unidade com o pai e o Espírito Santo.

Nunca podemos esquecer que as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja.
- O que é ser um ex-evangélico que não quer mais a comunhão de ir e respeitar a Igreja de Cristo, mas apenas criticá-la?

Tição tirado do fogo apaga!

"Acima de tudo, porém, tende amor intenso uns para com os outros, porque o amor cobre multidão de pecados."1Pedro4:8

De fato, existem pessoas difíceis e os pecados pioram tudo em uma pessoa, mas quem garante que nós não temos sido elas?

"Misericórdia quero e não sacrifícios, disse Jesus."

Um comentário:

  1. Precisamos ser protagonistas da nossa história,sairmos da platéia!Fazer chorar é facil, difícil é fazer sorrir!

    ResponderExcluir