segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Seja autêntico em sua fé!

O desejo de ser bem recebido em um grupo social nos faz, muitas vezes, perder um pouco ou tudo da nossa autenticidade. Para sermos aceitos abrimos um espaço em nossa ética e moral. Agimos assim sem refletir direito. Na verdade nem percebemos o que estamos fazendo.


Quando se está buscando um "lugar ao sol" ,neste mundo, a tendência é contemporizar com os mais fortes. Seja dentro de ambientes profissionais ou vocacionais. Onde o homem está a sua necessidade de ser valorizado cedo ou tarde emerge das pronfundezas do seu ser carente. Normal? Sim! No entanto, devemos entender como isto se processa em nós. É preciso decidir até que ponto se pode ceder para ganhar uma estima social. Acredito que manter a autenticidade do estilo de ser e fazer as coisas neste mundo é o grande diferencial na vida dos vencedores. O vencedor é uma pessoa que sabe viver diversas situacões diferentes sem se perder dentro delas.

"Não seja um camaleão!"

O maior exemplo humano de não conformação com este mundo é e foi Jesus, o Cristo. Ele continuou existindo como Deus em forma de homem, mas não comprometeu seus valores. Como Deus não se perdeu como homem e como homem não se perdeu como Deus.

Tudo que não posso mudar preciso aceitar, mas tudo que não posso aceitar preciso mudar!

Jesus nasceu de uma mulher, mas quando chegou sua hora tornou-se o Cristo. Ele aceitou sua condição humana, mas mudou o destino da sua humanidade ressurgindo dos mortos. Assim podemos ser e viver.

A coisa mais triste é perder a autenticidade da fé para ser aceito em uma sociedade. Sejamos firmes em nós mesmos, mas transforme-mo-nos pela renovação da nossa mente para que possamos experimentar a boa, perfeita e agradável vontade de Deus.

Amém!