segunda-feira, 16 de abril de 2012

Lecrae I Am Second (Legendado) EU SOU O SEGUNDO - LECRAE

Deus é grande?

Não há possibilidade, creio assim, de Deus ensinar aos homens seus próprios mandamentos sem antes observá-los. Na verdade, o Altíssimo ensina quem Ele é como Ser. Ele ensina a verdade por ser a Verdade em sua absoluta expressão, ainda que nós a percebamos relativamente devido a nossa finitude e brevidade. Afinal, só conhecemos o todo em parte.

Eu tenho pensado na importância de ser honesta e íntegra em meus questionamentos e juízos, pois quero ser íntima de Deus e sua conhecida. Desejo as coisas que Ele prepara para aqueles que o amam e que ainda olhos não viram e nem subiram aos corações humanos. A bíblia tem provocado em mim uma busca constante pelo sentido verdadeiro da vida.

Tenho entendido que preciso arcar com as minhas próprias despesas existenciais, se quiser ser amiga de Deus, ainda que viva pela fé em sua maravilhosa graça. 

Nestas minhas considerações tenho concluído que o maior referencial para a vida é o amor com o qual Deus nos amou. Tenho visto que Deus é Grande não somente por ser o Criador de tudo que existe no visível, invisível, no universo e na eternidade, mas Ele é grande porque ama.


Deus ama pacientemente, benignamente, sem buscar seus próprios interesses, sem se exasperar, ufanar ou ressentir com o mal. Ele ama se alegrando com a verdade, sofrendo, crendo, esperando e suportando. Se Deus não amasse seria como o metal que soa e o sino que tine. Ele nada seria. 

Estou constrangida, Deus é Amor!

"Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é Amor." 1 Jo 4:7-8

sexta-feira, 6 de abril de 2012

O que Jesus sentiu ao ser abandonado pelo Pai, na cruz?

" E perto, da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lama sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste?"

Este clamor de Jesus toca profundamente o meu ser. Ele se expôs publicamente em sua dor sem medo de ser mal interpretado, teologicamente. Fez uma pergunta, como filho, ao seu Pai. Vejo neste questionamento do Cristo uma simplicidade constrangedora, a pesar da complexidade de ser quem era. Sua dor e peso naquele momento de morte, literalmente crucial, foi e é imensurável. Jamais saberemos nesta dimensão terrena o que foi viver este abandono que Jesus experienciou.

Penso que Jesus conhecia exatamente a sua missão como Cristo, mas que de alguma forma foi surpreendido emocionalmente pelo abandono do seu Pai. Como será que Jesus elaborou essa morte? As riquezas da sua alma humana sem pecado são para mim um tesouro, uma ciência. Será que poderei um dia perguntar-lhe face a face: mestre, o que sentistes ao ser abandonado pelo seu Pai?

O importante é saber que todo o seu sacrifício em ser o "Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo" foi para nos reconciliar com o Pai, justamente para não vivermos nem um pouco, se quer, do seu abandono no inferno. A melhor maneira de expressarmos gratidão por tamanha salvação é permanecendo NEle, em Jesus.

"Portanto, o que desde o princípio ouvistes permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis no Filho e no Pai. E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna." 1João 2:24-25

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Chega de viver sentindo muito!

A nossa história de vida é repleta de situações com as quais nos magoamos. As pessoas ferem as pessoas! É impossível não ser afligido pelas carências emocionais dos nossos familiares, amigos, líderes, chefes, colegas de trabalho e até mesmo dos "nossos estranhos".

- O que são carências emocionais?

São as coisas que fragilizam a alma por nos tornarem vulneráveis no convívio social. Por exemplo: Uma pessoa que recebeu pouca ou nenhuma valorização no seu começo de vida tende a ser uma presa fácil das opiniões, isto é, se ela for criticada ou apenas questionada em suas questões desmoronam em sua personalidade  e acabam por sentir muito mais uma situação que poderia ter passado batida. No convívio social ela é a "Pessoa dodói". A carência de valorização fragiliza sua vida.


"Fingir que não sentiu muito é mentir, mas a gente pode mudar esse sentimento."

Já chegou o tempo no qual podemos nos desfazer dos nossos sentimentos ruins e carências que escravizam a alma e comprometem nosso desempenho. A vida deve ser sentida, mas também deve ser dessentida.


"Irmãos, quanto a mim...uma coisa faço e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo...e, se sentis alguma coisa de outra maneira..." Filipenses 3

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Bandido que morreu na hora certa

Acredito que quase tudo na vida é uma questão de estar no lugar certo em um horário perfeito estabelecendo relacionamentos úteis com reciprocidade. Para mim, a verdade é acima de tudo útil e com propósito. O homem é um ser útil! As coisas do dia a dia devem ser encaminhadas para que tudo coopere para o nosso próprio bem, até mesmo os acasos da vida.

- Você acredita em coincidência?

Quando Jesus Cristo foi crucificado estavam ao seu lado, tendo a mesma sorte, dois malfeitores. Entre tantos dias para serem crucificados os bandidos entraram para história como aqueles que morreram ao lado de Jesus. Eles morreram no lugar certo e na hora perfeita, mas o interessante é que apenas um dos bandidos soube aproveitar o acaso e a coincidência de estar sendo crucificado justamente ao lado do Senhor. Qual deles? Aquele que percebeu estar vivendo ou morrendo na grande oportunidade da sua miserável vida. O bandido que foi salvo estabeleceu um relacionamento com Jesus. Ele com certeza havia vivido em más companhias a vida inteira, mas finalmente estava morrendo em uma excelente companhia. O bandido foi perdoado e abençoado por Jesus! O outro bandido, burro e ignorante, teve um fim que mereceu. 

"Cuidado, não despreze quem está morrendo crucificado ao seu lado, pois ele pode ressuscitar em glória e te levar junto para o Paraíso."

Na vida temos que ler nas entrelinhas dos acasos os favores de Deus escritos para nós!

"E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto."Rom 8:28