quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Quem, sendo tudo em todos, não se perderia em si mesmo?

Quem conseguiria ser o melhor em tudo que pudesse ser feito e ainda sim, manter a sanidade e o amor ao "outro"?
Quem poderia ter toda prata, ouro e as riquezas inesgotáveis da existência em todos os universos possíveis e ainda sim, manter-se humilde e generoso?
Quem, sabendo-se ser o mais criativo, inteligente, sábio e poderoso Ser da eternidade e ainda sim, viver em comunhão, sem desprezar os demais?

Quem governaria todos os reinos, universos e seres, sem se corromper ou torna-se um tirano?
Quem aceitaria mudar a sua própria natureza e sofrer uma redução na sua qualidade de vida para favorecer uma raça, por amor?
Quem daria a sua própria vida em favor de seres errantes, sem se ressentir?
Quem amaria um mundo, perverso, de tal maneira, ao ponto de dar um filho único, para que todos que acreditassem em seu amor, fossem salvos de seus pecados?

Quem, sendo tudo em todos, não se perderia em si mesmo? 
Deus!

Acredito que por Deus ser quem é, o Amor, Maravilhoso, Soberano, Todo Poderoso, Eterno, Pai Bondoso, Conselheiro, Amigo fiel, Salvador, Generoso, Juiz justo, nunca errar, Santo e Perfeito é que muitos desistem DEle.  Não podem culpá-lo! Não suportam a verdade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário