domingo, 28 de abril de 2013

Não subestime o poder da vida e da morte!

Você não vai conseguir e conquistar as coisas ao querer e desejar. A vida exige mais do que nossos sentimentos e pensamentos. Em tudo será preciso crer, lutar, batalhar, trabalhar, persistir, focar, levantar depois de cair e suar a alma no corpo.

O mundo espiritual no invisível da vida não respeita sobrenome, linhagem real humana, sangue azul, riquezas, poderes, status, beleza ou fama, mas apenas o sangue de Jesus e seu nome sobre a vida daqueles que o amam e servem.

O universo é movido por forças que se opõem onde o bem sempre vencerá o mal, mas que na qual guerra muitos serão feridos, mortos, vencidos e outros salvos, vitoriosos e ressuscitados em glória incorruptível.

A vida e a morte jamais brincarão conosco, mas apenas parecerão flertar e se revelarão reais, duras, respeitáveis e temíveis. Nunca se poderá subestimá-las nem na alegria e felicidade ou nas adversidades.

O destino só existirá enquanto você estiver nele abrindo espaços, saltando muralhas pela fé, fechando bocas de leões e extinguindo a força de fogos.

O teu barco vai navegar por águas turbulentas, antes da bonança, mesmo com a tua fé em Deus e com Jesus dentro dele. Nada será sempre justo ou injusto. Existe o fluxo e o refluxo na vida. Dias e noites virão de alegrias e prazeres que sem aviso prévio mudarão para choro e pranto. O importante será lembrar que existem os pés de Jesus para que nossas lágrimas possam lavá-los e trazer a memória tudo aquilo que pode restaurar a esperança, a fé e o amor que jamais acabam.

A chuva molha, relâmpagos cortam os céus, mas o Sol da Justiça brilhará em nossos rostos e resplandecerá sobre nós.

Buscar respostas jamais mudarão nossas vidas, mas aprender fazer as perguntas nos levarão aos novos lugares espaçosos no poder de Deus. Os "por quês" poderão até serem encontrados em algumas situações, mas não nos satisfarão, pois a cura, o perdão e a grande virada está no processo, enquanto nele se está. A jornada é que importa!

Nas encruzilhadas da vida que são muitas nem sempre acertaremos o sentido, mas a porta estreita jamais poderemos perder de vista, pois é o caminho santo e o imundo não passará por ele. Deus não tomará o culpado por inocente. Devemos considerar a bondade de Deus, mas também a sua severidade e justiça.

"Não se turbe o vosso coração: credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito: Vou preparar-vos lugar. E, se eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para onde eu estiver estejais vós também." Jesus Cristo. Evangelho de João 14

- Jesus foi e voltará! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário