segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Já ouviu falar sobre a circuncisão para cristãos?

Jesus disse: Pai, não peço que os tire do mundo, mas que os livre do mal!

Só existe uma forma de ser livre do mal, morrer para o mundo! Só existe uma forma de morrer para o mundo, aceitar a circuncisão de Deus no coração.

CIRCUNCISÃO DE CRISTO

"Nele, também fostes circuncidados, não por intermédio de mãos, mas no despojamento do corpo da carne, que é a circuncisão de Cristo, tendo sido sepultados, juntamente com ele, no batismo, no qual igualmente fostes ressuscitados mediante a fé no poder de Deus que o ressuscitou dentre os mortos." Colossenses 2:11/12

"A circuncisão é algo irreversível na vida de um homem, pois quando seu prepúcio, essa carne, é retirada não volta a crescer uma nova no lugar."

O conceito da circuncisão, para o judaísmo, está ligado a um regime de governo espiritual onde as leis de Deus estão ocupando todo o território da salvação para o homem, no qual a graça ainda não existe, onde, ainda, a fé é legalista. Mas o fato que quero ressaltar aqui é para a questão da irreversibilidade desta ação cirúrgica e, principalmente, o seu significado espiritual, para nós cristãos. Os cristãos estão livres da circuncisão do prepúcio, mas precisam da circuncisão de Cristo. O que vem a ser isso? Vejamos:

"Agora, pois ó Israel, que é que o Senhor requer de ti? Não é que temas o Senhor, teu Deus, e andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e de toda a tua alma, para guardares os mandamentos do Senhor e os seus estatutos que hoje te ordeno, para o teu bem? ...Circuncidai, pois, o vosso coração e não endureçais a vossa cerviz...Então, o Senhor, teu Deus, mudará a tua sorte...O Senhor, teu Deus, circuncidará o teu coração e o coração da tua descendência, para amares o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e de toda a tua alma, para que vivas." Deuteronômio 10 e 30

Para nós, cristãos, a circuncisão de Cristo é aceitar que Deus nos separe do mundo como um povo santo, propriedade exclusiva sua. Isso exige de nós uma radicalidade contra o pecado. Não podemos nos acovardar no mundo e sentir vergonha do evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo! Precisamos assumir o sangue do Cordeiro de Deus, que nos tirou os pecados, sobre nossas vidas. Temos que nos posicionar como luz nas trevas. Somos um referencial de vida justa, pois, assustadoramente, hoje, as pessoas não sentem vergonha de suas más obras, luxúrias, cobiças, desafetos, sensualidades e vícios. Contam suas histórias de vida, bebedeiras, drogas, pegações sexuais, espertezas e outras coisas, semelhantes a estas, com naturalidade, nas rodas sociais para seus amigos e para quem, mais, quiser ouvir.

A circuncisão verdadeira é ter uma existência separada para Deus. É viver uma vida na direção e no sentido diferente das demais pessoas da terra, não andando conforme o curso deste mundo. Isso dói e doerá, muito, na nossa carne! Não existe circuncisão sem dor!   




2 comentários:

  1. Bispa, como seus pensamentos são iluminados! Vc é luz para nós, adorei!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida. Que bom que podemos ser luz. Obrigada! Beijos!

      Excluir