domingo, 23 de março de 2014

O que vestir para ir na igreja?

Li recentemente que a única preocupação de uma terrorista jovem antes de sequestrar um avião foi o que ela deveria vestir para a ocasião. Deixei para lá, minha indignação, pois apesar de pouca idade não ser desculpa para o vazio existencial é explicável, ainda, por causa do contexto daquela pobre alma. Agora, viver toda uma vida à deriva no ócio, por não querer ser uma nova pessoa é terrível!

Jesus, certa vez, contou uma parábola na qual ele retrata um empreendedor, dono de uma vinha, que busca trabalhadores e encontra várias pessoas que estão ociosas na praça, em diversos horários do dia, as convida ao suor e todas vão. No final da jornada ele retribui o que foi justo para cada um dos trabalhadores e decide pagar um dinheiro igual para todos, mesmo para aqueles que chegaram no fim do, digamos, horário comercial, começando justamente por eles, causando assim uma revolta naqueles que, aparentemente, trabalharam mais tempo.

Ouvi uma explicação do meu amigo Bispo Daniel da Igreja Sara Nossa Terra da Saúde em SP, na qual ele diz que a falta de gratidão produz inércia, desânimo e prostração dentro de uma missão. Uma pessoa que sabe que não merece nada e é chamada para um propósito, o aceita e vai fazendo mais do que foi pedido demonstra paixão e gratidão. Sentir gratidão faz surgir uma força interior capaz de mover impossibilidades. 

A gratidão aqui, em específico, fala à Deus! Ser grato ao Senhor da Vinha por ter sido chamado do vazio existencial, ociosidade, para um desafio e uma missão, mesmo sem merecer é inexplicável. Muitos cristãos nasceram em lares já cristãos e por estarem desde sempre no contexto de Igreja não dão o seu melhor para o Senhor da Vinha e ficam ressentidos de ver aqueles que dantes estavam em cadeias e grilhões, nas praças perdidos, fazerem  uma diferença absurda no mundo em tão pouco tempo de "Graça Divina"! 

Muitos, "primeiros", vão para Deus preocupados com o que irão vestir, comer e beber. Outros, "derradeiros", vão até Ele para servi-lo com alegria e gratidão no coração. 

"Assim os derradeiros serão os primeiros, e os primeiros derradeiros; porque muitos são chamados, mas poucos os escolhidos." Mateus 20

Não basta estar na vinha, desde sempre, ou ser chamado, tem que se fazer escolhido pela gratidão! Fé!